Pular para o conteúdo principal

Maria do Sol

Título: Maria do Sol
Páginas: 127
Autor: Alice Raposo
Ano: 2016
Editora:Fundação Quixote
Sinopse: “Um crime, uma culpa, um fantasma...”
Todo livro tem sua história, algo que foi o propulsor para sua criação. Maria do Sol surgiu de uma madrugada que trouxe um sonho. Durante o dia se materializou em um conto. Dois anos após, voltei-me para ela e a concluí. Pedrinho e Maria do Sol irão nos levar por um caminho sem volta. É claro! Pois todo percurso que se segue não há como retroceder em suas consequências. Por isso, agir sem pensar não é um meio a se seguir. Seremos morada das consequências de nossos atos. Portanto, é tão importante analisar cada passo que será dado, não matematicamente como num jogo, pois a existência se tornaria fria e sem vida, mas com verdade, diálogo e sinceridade no agir.
Olá mochileiros! 
Semana passada recebi o livro "Maria do Sol", da Alice Raposo, e tenho que admitir: foi amor à primeira vista! A capa é toda bonitinha, com flores, um campo e uma menina, de cabelos cor-de-mel.


O livro conta a história de Pedrinho, ou simplesmente Pedro, um menino que não sabe muito bem como fazer amizades. O que logo muda quando ele conhece Maria do Sol, uma menina muito extrovertida e comunicativa. Mas Pedrinho se vê num impasse quando a menina traz mais amigos, ele a quer só para si. A cena é a seguinte: aniversário da vó de Pedrinho, seus pais, familiares e amigos estão todos presentes, inclusive os filhos dos amigos. Uma tragédia acontece e, tentando proteger o menino, os pais resolvem enterrar o assunto e seguir com suas vidas. A trama gira em torno disso, a tragédia que marcou a vida de Pedrinho e o perseguirá por muito tempo.

A estória foi muito bem montada, não deixando nenhuma dúvida quanto à personalidade dos personagens e suas origens. Claro que há um suspense durante todo o livro, o que torna a leitura muito interessante. É um livro pequeno, com apenas 127 páginas, e de diagramação bem leve. Um livro que trata da relação entre pais e filhos, e nos mostra o quanto a comunicação é um elemento essencial na formação de uma criança. O livro também conta com ilustrações, que mostram locais e personagens citados durante a narrativa. 

Eu li ele rapidinho, e não tenho nada do que reclamar. Uma obra linda, de fácil entendimento, que nos passa uma lição incrível, assim como outras obras da autora. Se eu tivesse que dar uma nota, seria a nota máxima. Indico à todos, sem exceção. Além do mais, por ser pequeno você pode levar ele para todos os lugares e ir lendo nos intervalos de tempo livre que tiver...  

Então é isso! Se interessou pela obra? Veja um pouco mais no Skoob e não esqueça de deixar seu comentário aqui. 
Já leu? O que achou?

Comentários

  1. Uau! Que resenha maravilhosa!
    Não gosto de ler livros com menos de 200 páginas, pois sempre acho curto demais, porém Maria do Sol, me chamo muita atenção!
    Amei o blog! E já estou seguindo 😍
    Beijos,
    teattimee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Muito obrigada!
      Eu também não gostava muito, porém, as obras de alguns parceiros me fizeram mudar de ideia.
      Vou seguir você de volta ❤
      Beijos, Lorena.

      Excluir
  2. Aaaaaaaaahhh já quero!!! Ameeei a resenha!!!!❤

    Vivi/@i.swear.on.the.angel

    ResponderExcluir
  3. Eu li o livro e gostei mas achei previsível sabe? :/ É tudo muito dado, um pouco de mistério e suspense seria bom.

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Eu realmente acreditava no que tava sendo contado. Lá pelas tantas que descobri que não era verdade. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  4. Oi querida,
    adorei a resenha. Eu li esse livro este ano, e amei. Não vou mentir que queria mais história no final, pois ficou muito vago, entende?!
    Vou postar a minha resenha em breve, espero que goste. E sim, eu já imaginava que o final séria aquele para o Pedrinho. Sempre pensei que fosse uma brincadeira.

    P.S adorei o seu blog. Já estou seguindo ♥

    Beijos, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que sou lenta e caí direitinho no que estava sendo contado no livro hahah
      Obrigada pelo comentário xD

      Excluir
  5. Obrigada pela resenha! Amei a parceria!����
    Alice Raposo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pela confiança depositada na parceria! Muito obrigada 💕

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poker com o Diabo

Título: Poker com o Diabo Páginas: 106 Autor: Ítalo Guimarães Ano: 2016 Editora: Garcia Sinopse: O diabo esteve entediado em seu mundo, então decidiu fazer um jogo memorável: uma partida de poker! Selecionou a dedo seus adversários entre os residentes do inferno para que o jogo fosse perfeito. O prêmio? A liberdade do sofrimento eterno! mas quem conseguirá vencer o Senhor do Abismo? Sem trapaças... apenas a sorte.Nesta história de suspense e horror pessoal, descubra como a alma humana pode esconder segredos mais obscuros do que se possa imaginar.

Sophia, Alexia e o Mundo Além Daqui

Título: Sophia, Alexia e o Mundo Além Daqui Páginas: 298 Autora: Brenda Bernsau Ano: 2016 Editora: Jaguatirica
Sinopse: Uma caixinha de música quebrada. Foi o que Sophia e Alexia, duas crianças que vivem em um vilarejo afastado, herdaram da avó que as criou. Isso, e o forte vínculo que uma criou pela outra. O objeto, que inicialmente parecia inútil, mostra ser possuidor de grandes poderes quando as crianças conhecem Prisca, uma irmã da falecida avó. Através da magia da caixinha, ambas são transportadas para um mundo onde há dois sóis, criaturas fantásticas de todas as espécies e uma natureza impensável. No entanto, as irmãs acabam sendo separadas por forças maiores e, tendo de sobreviver uma sem a outra, elas enfrentam numerosos desafios. Sophia acaba por ser amaldiçoada e, para quebrar o feitiço, tem de coletar as melodias dos poentes, enquanto que Alexia perde a memória. E, para agravar ainda mais a situação, o mundo maravilhoso está em colapso. Agora, apenas se superando, contando com a…

Mulheres que Não Sabem Chorar

Título: Mulheres que Não Sabem Chorar Páginas: 210 Autora: Lilian Farias Ano: 2016 Editora: Giz Sinopse: A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus. Enquanto isso, Ana e Verônica esbarram com o acaso. Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar? Duas jovens livres e independentes. O que as impede de ficar juntas?  Mulheres que não sabem chorar é mais que uma história de amor entre iguais. Junto a estas personagens tão humanas, o leitor vê-se despido dos preconceitos, pudores e medos. Ora …