Pular para o conteúdo principal

Laura Sophia Heyes

Título: Laura Sophia Heyes
Páginas: 199
Autor: Thais Caldeira
Ano: 2016
Editora: Autografia

Sinopse: Laura era uma modelo famosa em seu país. O lugar era governado por uma monarquia, a história se passa no período pós guerra e a população estava se revelando contra o governo por não ter condições de sobrevivência. Os pais de Laura decidem se aliar ao governo e, com a ajuda da filha, veiculam notícias em favor do rei pelas mídias, neste momento a vida de Laura muda completamente, ela sofre ameaças e ataques direcionados até que precisa decidir de que lado vai lutar.

Olá mochileiro!
A primeira coisa que pensei, ao ver esse livro foi que: "vish, é um romance...". De fato, é. Mas, posso afirmar, que vale muito a pena.

Laura Sophia Heyes é uma modelo, super famosa que, após o que deveria ter sido uma entrevista, vê sua vida mudando completamente de rumo. No reino onde Laura mora, está havendo uma rebelião. Várias pessoas se voltaram contra seu rei e agora pretendem matá-lo. Com isso, a mãe de Laura aconselha a filha a ser fiel ao seu rei na hora da entrevista. O que elas não esperavam é que a rebelião fosse dar um "golpe" de surpresa: Laura é sequestrada.

Após o sequestro, a menina se vê enfrentando os integrantes da rebelião cara a cara. Ela é salva por Luke e levada para o castelo, com o propósito de salvar seu rei. E Laura desempenha um papel importantíssimo na vida do rei, mas, para sua infelicidade, vê o pai pela última vez. A partir daí, o livro é só aventura! Sem falar que o príncipe.. ah! O príncipe Dilan é incrível - não só no quesito físico.

Não vou falar muito pra não dar spoiler pra vocês, mas tenho que dizer algo: QUERO MAIS DE LAURA! Quando cheguei no final do livro, tudo o que eu consegui pensar foi que a Thais deveria escrever outro livro que desse continuação a esse!

Não vou mentir que, no começo do livro, achei a personagem mimada e até pensei que ela fosse ser assim a história inteira. Mais uma vez, a vida me mostrando que eu estava errada! A autora desenvolve tão bem a personagem que sinto que cresci com ela - não no sentido literal, mas enfim.

A narrativa é simples, de fácil entendimento e a leitura flui muito bem. Comecei a ler o livro às 8h e terminei às 11h30 do mesmo dia! Com palavras simples, a autora consegue nos prender ao enredo. O mais interessante é a forma que a Thais posicionou Laura: uma menina forte, determinada e que, quando coloca uma coisa na cabeça, vai até o fim. Gostei mais ainda porque a personagem não deixa que tomem decisões por ela. Ela se faz dona de si e decide o que vai e o que não vai fazer. E mesmo com tantas reviravoltas, a menina consegue ter um "final feliz".

A única coisa que pude notar de negativo no livro foi que eu fiquei meio perdida em relação à época que a história se passa. As vezes parecia que era algo bem feudal, século XIX, e as vezes parecia que estavam em 2017! Mas isso não dificulta o entendimento do contexto geral - que por acaso, é muito legal.

Se você se interessou por Laura Sophia Heyes, conheça o Instagram da autora e adicione o livro no Skoob.

Gostou da resenha e/ou tem algo à acrescentar? Me diz nos comentários! E não esqueça de conhecer o Instagram do Mochila Literária.

Comentários

  1. não vejo a hora de ler :)
    http://diarioleitorblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Douglas!
      É muito interessante, leia ele mesmo!
      Beijos, Lorena

      Excluir
  2. Hey,Lo!
    Adorei esse livro! Essa história me prenderia muito e acho que leria em 1 dia também kkkk' Enfim, gostei dessa pegada meio século XIX com atualidade, tem livros que fazem isso às vezes, mas não atrapalha nossa leitura, até enriquece.
    Sua resenha está perfeita. Amei como escreveu e amei o livro. Com certeza procurarei. Preciso dizer que coloquei na lista? Acho que não kkkkkk' (e a lista nunca acaba, help me! haha').

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      Kkk a nossa lista só aumenta a cada dia!!
      Que bom que gostou!
      Beijos, Lorena

      Excluir
  3. Oi lo,

    Está ai mais um livro que não tinha ouvido falar Ainda. Muito boa a resenha! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gio!
      Eu conheci ele por um amigo no Instagram...
      Obrigada!

      Beijos, Lorena

      Excluir
  4. Não conhecia esse livro.
    Gostei da resenha, parece ser um bom livro.
    Adoro livros que a leitura é rápida. Vou visitar o inta da autora para conhece-la mais.

    Beijos
    Dayse
    www.doceestante.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dayse!
      Eu também gostei dele por esse aspecto. Não foi cansativa e foi rápida! A Thais é um amor!

      Beijos, Lorena

      Excluir
  5. Amei a resenha, o livro parecer ser mto intenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacqueline!
      O livro é bem movimentado, do começo ao fim!

      Beijos, Lorena

      Excluir
  6. Olha, nunca tinha ouvido falar do livro, mas só de ler a resenha já fiquei curiosa com a história, parece ser muito boa!
    Um beijão,
    Gabs do likegabs.blogspot.com ❣

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabs!
      Sério? Pois adicione ele à sua lista pra gente conversar sobre 💓
      Beijos, Lorena

      Excluir
  7. Amei a resenha, a sinopse e tudo que soube deste livro me fez ficar ainda mais curiosa, e adoro a forma como conduz sua análise e realmente parece maravilhoso. Quero muito ter acesso a essa literatura! Parabéns pelo post.

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Que bom que gostou, no post deixei o link do instagram da Thais, é só clicar nele e saber mais!
      Beijos, Lorena

      Excluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Fiquei meio confusa com o contexto da história, e por isso não sei se o leria por agora, a proposta parece ser boa, mas faltou alguma coisa que realmente me chamasse a atenção na história, por isso por enquanto passo a dica, mas vou deixar o nome anotado até porque amei essa capa!

    Bjss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poker com o Diabo

Título: Poker com o Diabo Páginas: 106 Autor: Ítalo Guimarães Ano: 2016 Editora: Garcia Sinopse: O diabo esteve entediado em seu mundo, então decidiu fazer um jogo memorável: uma partida de poker! Selecionou a dedo seus adversários entre os residentes do inferno para que o jogo fosse perfeito. O prêmio? A liberdade do sofrimento eterno! mas quem conseguirá vencer o Senhor do Abismo? Sem trapaças... apenas a sorte.Nesta história de suspense e horror pessoal, descubra como a alma humana pode esconder segredos mais obscuros do que se possa imaginar.

Sophia, Alexia e o Mundo Além Daqui

Título: Sophia, Alexia e o Mundo Além Daqui Páginas: 298 Autora: Brenda Bernsau Ano: 2016 Editora: Jaguatirica
Sinopse: Uma caixinha de música quebrada. Foi o que Sophia e Alexia, duas crianças que vivem em um vilarejo afastado, herdaram da avó que as criou. Isso, e o forte vínculo que uma criou pela outra. O objeto, que inicialmente parecia inútil, mostra ser possuidor de grandes poderes quando as crianças conhecem Prisca, uma irmã da falecida avó. Através da magia da caixinha, ambas são transportadas para um mundo onde há dois sóis, criaturas fantásticas de todas as espécies e uma natureza impensável. No entanto, as irmãs acabam sendo separadas por forças maiores e, tendo de sobreviver uma sem a outra, elas enfrentam numerosos desafios. Sophia acaba por ser amaldiçoada e, para quebrar o feitiço, tem de coletar as melodias dos poentes, enquanto que Alexia perde a memória. E, para agravar ainda mais a situação, o mundo maravilhoso está em colapso. Agora, apenas se superando, contando com a…

Mulheres que Não Sabem Chorar

Título: Mulheres que Não Sabem Chorar Páginas: 210 Autora: Lilian Farias Ano: 2016 Editora: Giz Sinopse: A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus. Enquanto isso, Ana e Verônica esbarram com o acaso. Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar? Duas jovens livres e independentes. O que as impede de ficar juntas?  Mulheres que não sabem chorar é mais que uma história de amor entre iguais. Junto a estas personagens tão humanas, o leitor vê-se despido dos preconceitos, pudores e medos. Ora …